PROGRESSISMO NÃO É PROGRESSO

Progressismo como uma caricatura do verdadeiro progresso (aquele que considera a o homem em sua integridade)


Progressismo - ponta de lança da modernidade cultural e política - é a ideologia que concebe a vida humana e da história humana como uma viagem no caminho de uma mudança contínua e por tempo indeterminado , visto como algo intrinsecamente bom . " Na mudança , a melhoria " poderia ser o slogan apropriado para representar a visão do mundo progressista.

A palavra progresso significa " ir para a frente , vá em frente" , e é comumente entendido como um sinônimo de melhoria: a melhoria das condições de vida , o desempenho de uma máquina , etc. O conceito de progresso pode , portanto, ser aplicado a várias esferas da vida humana , e sempre se refere a um objetivo: você avança - você progride - em uma determinada direção para atingir um determinado fim, que pode ser de natureza espiritual , moral ou material.

O progresso espiritual pode significar a melhoria da prática da religião , a fim de alcançar uma união cada vez mais íntima com Deus; progresso moral pode significar a melhoria da prática das virtudes cardeais, a fim de viver virtuosamente e em conformidade com a dignidade da natureza humana, capturando todos os efeitos benéficos tanto no nível individual quanto no social; o progresso material, no entanto, pode significar melhorar certas condições de vida no plano material (saneamento, saúde, alimentação, etc.) , a fim de permitir que indivíduos e comunidades sejam capazes de satisfazer melhor às necessidades materiais da vida.

E o progresso também pode significar melhorar materialmente obras da engenharia industrial ou civil, a fim de torná-las totalmente funcionais com a finalidade de sua utilização; e também melhorar a investigação científica para melhorar a compreensão do mundo físico, do que podem derivar benefícios para necessidades específicas e aplicações práticas.

O progresso assim entendido não é o oposto da tradição, na verdade, pode-se dizer que este progresso está enraizado na tradição que significa transmissão de conhecimento e continuidade substancial, não só destinado a perpetuar a presença e o impacto nas vidas de homens de princípios, valores e instituições, mas também para melhorar o que foi adquirido através do desenvolvimento de seu conhecimento e aplicação, sem alterar a substância .

Progressismo como uma caricatura do verdadeiro progresso (que considera a o homem em sua integridade)

Em comparação com o significado reto da palavra progresso, o Progressismo é outra coisa bem diferente. Com boa razão, pode -se argumentar que Progressismo é uma caricatura do verdadeiro conceito de progresso, uma deformação cuja raiz deve ser posta na conta do subjetivismo, base filosófica da modernidade, que torna o homem - emancipado de qualquer referência objetiva e transcendente - a medida de todas as coisas.

O progresso técnico - científico ou tecnológico , muitas vezes anunciada pelos arautos do progressismo como manifestação evidente da bondade inerente à sua idéia de progresso , não corresponde efetivamente a um aperfeiçoamento espiritual e moral das pessoas; Na verdade, de acordo com o que a experiência mostra todos os dias, pode-se dizer que as duas coisas tem é uma relação inversa. A razão para este resultado aparentemente estranho pode ser encontrada no que podemos chamar de "perda do centro", ou seja, na perda da única referência que pode ser (e é) a medida de todas coisas: Deus, o Bem, A Verdade absoluta, objetiva e transcendente.

O homem, que segundo a mentalidade liberal se crê, ele próprio, Deus, e, portanto, torna-se como que uma medida de todas as coisas - em um horizonte do qual ele baniu a dimensão do ser (o que leva a desconsiderar a natureza das coisas existentes), em prol do domínio do mero devir - acaba por se tornar uma vítima de sua megalomania, e, em seguida, se perde em uma corrida frenética para "o possível realizável", confundindo-o com o bem, sem perceber a tremenda decepção inerente à pretensão de aplicar a categoria de bem para o que não reconhece a natureza objetiva.

Com o progressismo, o homem, que rejeita o seu estatuto de criatura, afirma-se o mestre absoluto da realidade, fingindo que refazê-la de acordo com os cânones mutáveis e inseguros de seu pensamento. Esta ilusão - monstruosa em sua premissa e em seus efeitos - infelizmente marcou por séculos a vida das nações européias - e, já há algum tempo, de todo o Ocidente - levando-os ao desastre moral atual que é a antecâmara da sua auto-destruição.
Compartilhar no Google Plus

About Legio Romagno

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário